Encontre um imóvel Anuncie seu imóvel
15 de fevereiro

Passo a passo para a compra de um imóvel: como funciona

O mercado imobiliário brasileiro é um dos setores da economia que mais cresceram nos últimos anos, justamente pela enorme demanda pela comercialização de imóveis que não diminuiu mesmo em meio aos recentes desafios socioeconômicos. Em vista disso, é seguro dizer que a compra de um imóvel é algo que não sai da cabeça dos brasileiros.

Apesar da grande procura e crescimento exponencial do mercado, as etapas precisas que constroem os processos gerais de compra e aluguel de propriedades continuam sendo malquistas pelo grande público, em função de alguns fatores como desconhecimento das práticas de mercado, apreensão com as burocracias e até um medo dos financiamentos.

Mas uma coisa nós da Solare garantimos: a compra de um imóvel não é um bicho de sete cabeças. De fato, muitas informações cruciais podem ser conferidas de forma online e através de consultorias com corretores profissionais. 

E foi pensando em oferecer um guia completo sobre o processo de negociação imobiliária que nós da Solare Imóveis preparamos este texto de hoje, que irá apresentar a você o passo a passo para a compra de um imóvel — desde a visita até a assinatura do contrato.

Quer saber mais? Então acompanhe conosco!

Boa leitura!

Primeiro passo: lapidando o sonho e pontuando suas necessidades

Antes mesmo de entrar em contato com uma corretora imobiliária é preciso que você, como comprador, decida quais são seus desejos e objetivos quando o assunto é a compra de um imóvel. Isto é, pense exatamente quais são as prioridades que devem ser contempladas pela casa ou apartamento que você procura, para que em seguida seja possível conciliar seus sonhos com tais prioridades concretas.

Para tanto, considere como deve ser a disposição espacial do seu futuro lar, se deseja um conceito aberto, se deve haver um jardim, uma sacada, se é preciso haver mais de três quartos para montar um escritório, estúdio ou até mesmo um quarto para seus filhos.

Mas também não se esqueça de considerar o seu lazer como um fator importante! Caso goste de receber amigos em casa para realizar um delicioso churrasco e travar uma partida amistosa de futebol, uma churrasqueira ao lado de um quintal amplo são sem dúvida grandes prioridades.

Segundo passo: elaborando um orçamento completo

A maneira mais fácil de cair em dívidas é se deixar levar pela animação de uma casa nova e acabar estourando o orçamento — ou pior ainda, nem sequer ter elaborado um planejamento financeiro em primeiro lugar.

Para evitar a armadilha das dívidas, trabalhe com o seu custo de vida mensal (formulado por despesas fixas como água, luz, energia, alimentação, saúde, etc.) e com o valor líquido que você recebe, já aplicando descontos de taxas e impostos para trabalhar com valores reais e confiáveis.

Ainda assim, é possível que você ainda não disponha do valor necessário para arcar com os valores da compra de um imóvel. Se for o caso, não desanime, pois ainda pode ser possível fazer cortes de gastos estratégicos que podem ajudar muito na economia a médio e longo prazo.

Terceiro passo: pesquisa de mercado e análise de imóveis

Com um bom planejamento financeiro e uma ideia clara de que tipo de imóvel você procura, chega a hora de pesquisar e visitar os imóveis disponíveis no seu bairro de escolha!

Sabemos que esse é um momento muito esperado, mas não é a hora de perder a objetividade! Ao procurar por propriedades, seja através de sites de imobiliárias ou portais de anúncios, atenha-se sempre ao seu orçamento e ao tipo de imóvel que você planejou adquirir, visando evitar indecisões que podem resultar em perdas de oportunidades.

Ao agendar as visitas, é sempre recomendável ir acompanhado de um(a) corretor(a) de imóveis, um profissional capacitado que poderá lhe auxiliar e orientar da melhor forma possível, em particular se houverem inconsistências entre o anúncio do imóvel e seu estado real de conservação.

E já que mencionamos o estado do imóvel, atenha-se sempre a situação estrutural da propriedade, verificando o funcionamento das fiações elétricas e da encanação para que não ocorra nenhuma surpresa desagradável logo após a mudança.

Quarto passo: acertando a documentação e prevendo gastos adicionais

E finalmente, chegamos no momento de fechar o contrato. Mas calma! Pois ainda existem muitas brechas para erros…

O mais comum deles é cometido por compradores e inquilinos que acabam não verificando as documentações do imóvel que estão comprando/alugando, as quais envolvem o certificado de posse da propriedade no nome do dono, a certidão atualizada no RI (Registro de Imóveis) municipal e os certificados de baixa de IPTU e negativação de multas.

Verificada a procedência individual de cada um desses documentos, ainda resta um pequeno e crucial detalhe antes da compra de um imóvel: o cálculo de taxas extras. 

Como as transações imobiliárias frequentemente envolvem valores monetários expressivos, é normal que sejam aplicadas taxas de transação como o ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis) em cima do valor bruto do imóvel, além é claro dos custos jurídicos e taxas de corretagem.

E como esperamos ter deixado claro ao longo do texto, o processo de compra de um imóvel é muito mais simples com o auxílio profissional! E para isso, saiba que você sempre pode contar com a nossa equipe da Solare Imóveis na busca pelo lar dos seus sonhos! Entre em contato conosco e veremos como podemos te ajudar.

Receba em seu e-mail
nossas melhores novidades

    2022 © Solare Imóveis - Todos os direitos reservados
    Desenvolvido e otimizado por WEBi